[RESENHA] A verdade sobre nós (Amanda Grace)

Começo essa resenha com o coração apertado, pois a história de Maddie e Bennett me tocou profundamente e agora é hora de deixá-los ir. A Verdade Sobre Nós é o tipo de livro que permanece com você por um tempo até ir se dissipando aos poucos.

“Espero que, de alguma forma, você encontre forças para ler isso até o fim, até a última palavra, pois talvez, caso se lembre de como as coisas aconteceram… se vir tudo como eu vejo… não consiga me odiar.”

A trama desenhada pela autora Amanda Grace nos faz refletir sobre até que ponto podemos ir e o que somos capazes de fazer por amor. A história é narrada pela protagonista e tudo o que sabemos sobre os acontecimentos é visto apenas sob sua perspectiva. A história começa a ser contada a partir do final, quando tudo já aconteceu, através de cartas escritas por Maddie para Bennet.

 

Continue lendo

[RESENHA] A garota italiana (Lucinda Riley)

“Eu era feliz, e meus sonhos não iam além do pôr do sol seguinte.” (pag.12)

Olá bibliófilos!

Sim, eu confesso: sou apaixonada pela narrativa da autora irlandesa Lucinda Riley, e com A Garota Italiana não foi diferente. Adoro suas tramas que cortam o tempo e mostram a saga de gerações de uma mesma família. Os enredos que falam de amor e de ódio, esses sentimentos que muitas vezes caminham lado a lado. Outro aspecto que eu gosto muito dos  livros da autora são os cenários e culturas diferentes. Alguns livros da autora já me fizeram mergulhar nas paisagens lindas da Irlanda, na cinzenta e charmosa Inglaterra e até a exótica Índia. Agora chegou a vez da bela e alegre Itália ser palco de mais uma história de Lucinda Riley.

A garota italiana foi escrito originalmente em 1996, quando a autora era ainda muito jovem e utilizava um pseudônimo (Lucinda Edmonds) para assinar suas obras. Em 2015 seu editor sugeriu que ela resgatasse seus primeiros livros para uma reedição. Foi então que a história de Rosanna Menici e Roberto Rossini saiu das páginas amareladas de um manuscrito, passou por uma revisão da autora e foi relançado, e o resultado foi muito, muito bom. Quem conhece outros livros de Lucinda Riley vai notar logo de cara uma diferença no estilo da escrita. Ao contrário da maioria de suas histórias – narradas de forma não linear – esta segue uma ordem cronológica mais estruturada.

Continue lendo

[RESENHA] A vingança da amante (Tamar Cohen)

Vou tomar o que é seu. Do mesmo jeito que você me tomou o que era meu. E não vou olhar para trás.

Olá Bibliófilos!!!

A história começa do nada, é como se você tivesse caído de paraquedas numa mata fechada e escura, e já no chão, tenta se nortear com o intuito de descobrir onde está, para onde vai, o que aconteceu. É assim que a autora faz com que o leitor se sinta logo nas primeiras páginas do livro, meio perdido. Mas isso, não é porque o texto não tenha coerência, ao contrário, tudo é proposital, e com o caminhar da leitura você terá o entendimento do enredo.  

Quem nos conta a história é Sally, a personagem central. Uma mulher em torno dos seus quarenta e poucos anos, jornalista freelance, casada com Daniel, com quem teve um casal de filhos. Levava uma vida comum com sua família, até se envolver com Clive, dono de uma gravadora, também com dois filhos, e casado com Susan, com quem possui uma vida social e econômica mais elevada, e juntos são considerados exemplos de casal perfeito, perante os olhos da família e amigos, sendo até mesmo invejados por estes.  

Continue lendo

Leia com a gente © 2017 - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por Juliana Fonseca Webdesign & Ilustrações por: Gustavo Vicentini