“Eu acredito que sou um quadro abandonado por alguém que nunca desejou ser pintor. Alguém que me pegou quando eu era uma tela branca e, em vez de me pintar com a suavidade dos pincéis, me feriu com o lado pontiagudo. Perfurou vezes sem conta até eu ser um buraco grande em vez de uma obra de arte.”

 

A cena que abre o livro Sorrisos Quebrados já é um soco no estômago. Logo de cara o leitor é colocado frente a frente com uma mulher em desespero. Paola descreve o momento que acredita ser o da sua morte. O sentimento de agonia, impotência e finalmente a entrega ao inevitável fim. Paola não morre, mas naquela noite seu corpo e sua alma foram marcados para sempre. Paola está quebrada.

Uma sensação de agridoce me acompanhou por toda a leitura de Sorrisos Quebrados, da portuguesa Sofia Silva, pois  é um livro que causa impacto e ternura ao mesmo tempo. A escrita da autora é cativante e poética, tanto que a cada página lida tinha que marcar uma citação, pois suas frases são incríveis. Frases curtas que querem dizer muito.

 

“A verdade reluz, mas durante o dia seu brilho não é sorte o suficiente para fazer as pessoas olharem para ela. É na penumbra que a verdade é soberana. E mesmo quem não quer ver é obrigado, pois é a única que brilha.”

 

Créditos da foto: Leia com a gente

 

A trama conta a história de Paola, uma mulher que vive um relacionamento abusivo com o marido. Casou-se muito jovem com um rapaz considerado perfeito: bonito, rico e com um comportamento irretocável diante de todos, mas entre quatro paredes ele se revelava extremamente possessivo e agressivo. Paola vivia uma rotina de agressões psicológicas e surras frequentes. Após anos de sofrimento decide abandonar o marido, e é aí que ele quase a mata, após uma noite de muita violência.

Paola sobrevive mas seu corpo fica marcado para sempre com cicatrizes resultantes da violência sofrida. Tentando se reequilibrar ela passa a viver numa clínica de apoio a pessoas que sofreram traumas e busca refúgio na arte.

 

“Somos como plantas: sem afetos murchamos, e o que havia de bonito em nós seca. “

 

É neste local que ela conhece Sol, uma garotinha de quatro anos que tem problemas de socialização decorrentes de um trauma e com quem inexplicavelmente consegue estabelecer uma conexão. Nasce uma linda relação de amizade entre elas que acaba por ser estender a André, pai da Sol, que apesar de aparentar força também carrega marcas do passado que compartilha com sua filha.

Paola, André e Sol. Três almas quebradas que se encontram e aos poucos começam a colar as rachaduras juntos.

 

“Ele é a tormenta e a calmaria. O rochedo que protege contra a força das ondas e a areia que voa com uma simples brisa.”

 

A trama se desenrola com narradores alternados – ora Paola, ora André – o que nos permite enxergar os acontecimentos sob pontos de vista diferentes. É como se entrássemos na mente e nos sentimentos de ambos e através disso enxergar a história sob a ótica completa. Virei fã de carteirinha da Sofia Silva!

 

Créditos da foto: Leia com a gente

 

A autora também conseguiu um grande feito ao retratar um tema tão pesado como violência contra a mulher sem deixar a história difícil de ser lida. É um livro triste e ao mesmo tempo permeado por um sopro de esperança. Arranca lágrimas na mesma proporção que provoca sorrisos.

Recomendo muito a leitura de Sorrisos Quebrados. Uma história forte e delicada que vai te arrebatar.

 

“Eu não me apaixonei pela sua força, encantei com a sua beleza, atraí pelas suas curvas. Não. Essas eu também amo. Mas eu amei-a pelo seu sorriso fraco, desproporcional, quebrado. Ele é meu favorito e o mais lindo de todos.”

 

Título: Sorrisos Quebrados
Autora: Sofia Silva
Editora: Valentina
Gênero: Romance/Drama

compre aqui