Olá Bibliófilos !

 

Estamos acostumados a ver séries para a TV, adaptações para o cinema e até novelas baseadas em livros, mas e músicas? Pois é, existem muitas músicas cujas letras foram inspiradas em livros e é sobre isso que vamos falar neste post.

Eu conhecia algumas músicas que sabia terem sido inspiradas em livros, mas pesquisando sobre o assunto fiquei surpresa ao descobrir que são muitas as músicas com referências literárias ! Ficou até difícil escolher quais trazer para vocês, então procurei selecionar algumas mais conhecidas e outras nem tanto, entre nacionais e internacionais. Peguem os fones e curtam o som !

 

Don’t Stand So Close To Me (Não fique tão perto de mim) – The Police

 

 

 

A letra da música escrita por Sting fala da relação entre um professor e uma aluna e da culpa que ambos sentem em decorrência disso. A inspiração foi o livro Lolita (Vladimir Nabokov) cuja história relata a relação entre um homem mais velho e uma garota muito jovem.

 

“The accusations fly. It’s no use, he sees her. He starts to shake and he starts to cough.

(Acusações voam. É inútil, ele a vê, e começa a tremer e tossir).

Just like the old man in the famous book by Nabokov.

(tal como o velho do livro do Nabakov)”

 

 

Amor I Love You – Marisa Monte

 

 

A música, composta por Marisa Monte e Carlinhos Brown, traz Arnaldo Antunes declamando um trecho do livro O Primo Basílio (Eça de Queiroz). O videoclipe oficial da música faz uma clara referência a obra, com Marisa e Arnaldo interpretando Luisa e Basílio.

“Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente. Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!”

 

 

 Animals (Animais) – Pink Floyd

 

 

A música é uma referência ao livro A Revolução dos Bichos (George Orwell), e equipara os humanos a cada um dos três animais do livro: os cães representam os homens da lei, os porcos os políticos corruptos e moralistas e as ovelhas, que sem pensamento próprio, seguem cegamente um líder.

 

“Sheep, harmlessly passing your time in the grassland away

(Ovelha, inocentemente passando seu tempo no pasto)

Only dimly aware of a certain unease in the air

(Vagamente atenta a um certo desconforto no ar)

You better watch out there may be dogs about

(É melhor você tomar cuidado, pode haver cães por perto.)”

 

 

Admirável Chip Novo – Pitty

 

 

Nesta música, Pitty inspirou-se no livro distópico Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley) que narra um hipotético futuro onde as pessoas são condicionadas biologicamente e psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, em uma sociedade organizada por castas.

 

    “Pane no sistema alguém me desconfigurou, aonde estão meus olhos de robô?

    Eu não sabia, eu não tinha percebido, eu sempre achei que era vivo.

    Parafuso e fluído em lugar de articulação, até achava que aqui batia um coração

    Nada é orgânico é tudo programado, e eu achando que tinha me libertado.”

 

Quasimodo (Quasimodo) – Lifehouse

 

 

Inspirada na obra O Corcunda de Notre Dame (Victor Hugo). A música faz um paralelo entre o personagem Quasimodo, que sente-se diferente e acorrentado pelas circunstâncias, mas que se liberta através do amor pela cigana Esmeralda e as pessoas em situações semelhantes, que se sentem acorrentadas e, de repente, conseguem se libertar.

    “Does it scare you that I can be something different than you?

    (Te assusta o fato de que eu posso ser diferente de você?)

    Would it make you feel more comfortable if I wasn’t?

    (Te faria sentir mais confortável se eu não fosse?)

    You can’t control me you can’t take away from me who I am.

    (Você não pode me controlar você não pode tirar de mim quem sou.)

 

 

Monte Castelo – Legião Urbana

 

Renato Russo inspirou-se em duas obras diferentes para compor a música; o Soneto 11 (Luis de Camões) e o texto bíblico O amor é um dom supremo (Coríntios 13), fazendo referência ao amor carnal dos amantes, presente na obra de Camões e o amor espiritual, presente nos textos bíblicos. Renato Russo une as duas ideias e transforma em uma nova, descrevendo o amor de dois modos.

 

    “Ainda que eu falasse a língua dos homens e falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria. É só o amor, é só o amor, que conhece o que é verdade.

(O amor é um dom supremo in Coríntios 13)

 

    “O amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece.

    O amor é o fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente;

    É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer.”

(Camóes in Sonetos)

 

 

E você bibliófilo? Conhece mais músicas inspirada em livros? Deixe um comentário para nós ! Até a próxima ! Continue lendo com a gente !