Há mais ou menos onze anos tive a pior experiência da minha vida. Foi algo obscuro, assustador, bizarro, maldito… A verdade é que nenhum adjetivo consegue definir…

Peguei na minha estante o livro “Horror na Colina de Darrington” apenas para admirar minha mais nova aquisição. Não costumo ler os livros comprados há pouco, e escolher algum que esteja à espera de ser lido há algum tempo na minha coleção. Não existe nenhuma superstição por trás disso. Apenas fico com sentimento de culpa em dar atenção ao novo queridinho, sendo que existem MUITOS outros há espera. Pura e simples mania de leitor.

Folheei algumas páginas, e todo ritual caiu por terra quando li as primeiras linhas da história. Me sentei no sofá, numa manhã tranquila de sábado, e devorei o livro literalmente.  Não consegui largar. E quando me dei conta, havia terminado a última linha com o gosto de quero mais na boca.

O enredo não fica dando voltas, o leitor se vê dentro de uma história de terror com muita ação, logo nas primeiras páginas.  É muita adrenalina.

Crédito da foto: Leia com a gente

 

O protagonista e narrador dos fatos Benjamin Simons, viu a sua vida virar de cabeça para baixo após vivenciar uma terrível experiência.  Por 11 anos, ele viveu assombrado com os fatos que ocorreram e o fizeram parar no hospício, mas pela primeira vez decide contar a sua versão dos fatos. E a partir desse momento o leitor embarca num universo sombrio junto com Ben.

Já não sei mais o que é pesadelo e o que é realidade, não consigo mais distingui-los. Mas foi terrível. Terrível!

Benjamim é órfão, mas após o convite do seu tio, deixa o orfanato em que vive e parte para Darrington em South Hampton, afim de cuidar de prima Carla, uma menina de cinco anos, que fica sozinha, devido à ausência do pai que passa muito tempo no trabalho, e o derrame de sua mãe que a deixou em estado vegetativo. Amanda a primogênita dessa família, estuda em Derry, longe de casa, o que a impede de cuidar da irmã.

O lugar em que passa a viver, é afastado da cidade, num casarão antigo, no alto de uma colina. A Colina Darrington, um típico cenário vazio e obscuro para ocorrências de terror.

 

Crédito da foto: Leia com a gente

 

A primeira cena sinistra que o leitor se depara dentro da casa, é de arrepiar os fios do cabelo. Carlinha tem uma visão na cozinha da residência, que não vou contar para não perder a graça, mas é a partir dessa cena que a história se desenrola num ritmo frenético e angustiante.

Sou apaixonada por histórias de terror. Li vários livros, assisti a filmes, e acompanhei séries do gênero, então por conhecer um pouco desse universo, não considero o enredo de “Horror da Colina Darrington” inédito. O plot é simples, “um herói que precisa salvar uma inocente de um grande mal”. Mas o que faz a diferença nesse livro, é a escrita do autor Marcus Barcelos que é muito envolvente. Além disso, a sensação é de que você assistindo a um filme. E sinceramente gostaria muito que essa história saísse do papel, vou torcer para isso.

Porque a escuridão esta chegando

E sem demora estará aqui

Mas o menino bom não quer saber,

O menino bom não quer ouvir.

 

Crédito da foto: Leia com a gente

Leia com a gente e Marcus Barcelos

O “Leia com a Gente” teve o prazer de conhecer o Marcus na Bienal do Rio em 2017. Foi muito legal conversar com o próprio autor (que é muito simpático e atencioso) sobre o seu trabalho, projetos e impressões de leitura.  Seria ótimo se pudéssemos conversar pessoalmente com todos os autores que admiramos suas sobras, pois só enriquece a leitura que fizemos.

O Marcus é formado em jornalismo e estudante de Roteiro Cinematográfico, e sabendo disso foi possível entender de onde veio o estilo da sua escrita. Se dá a junção do conhecimento de ambas as áreas.

 

Crédito da foto: Leia com a gente

 

A edição da Faro Editorial, que foi a versão que li, está lindíssima! As bordas do miolo do livro são pretas e dentro existem ilustrações que norteia cada capítulo da história.

Outra coisa que gostei, são as informações fora da narração, mas relacionada a ela, que ajudam a reforçar os fatos ocorridos. Recortes de jornal, relatório da polícia, transcrição de áudio, são alguns dos documentos que constam no livro, trazendo fatos depois do ocorrido. Achei isso bem legal!

O desfecho da história da margem para que tenha um segundo volume, mas se isso não acontecer, nada impedirá de ler a edição atual como livro único.

Deixo aqui a dica de um livro que gostei muito, e indico para quem quer uma pegada diferente no gênero terror.

 

Crédito da foto: Leia com a gente

 

Até a próxima Terrófilos de plantão!!!

 

Título: Horror na Colina Darrington

Autor: Marcus Barcelos

Editora: Faro Editorial

Gênero: Terror

Ano de publicação: 2013