Trabalhar em uma universidade do tamanho da Unicamp tem lá suas vantagens, como por exemplo passear nos corredores de uma livraria em pleno horário de almoço.

Eu e a Michele temos essa sorte, e costumamos fazer isso com frequência, já que uma das lojas da Editora da Unicamp fica localizada simplesmente no térreo do prédio em que trabalhamos. Bom demais né!!!

Na semana passada, em uma das nossas visitinhas, nos deparamos com livros que chamaram atenção pela familiaridade das capas. Algo naqueles livros lembravam os dias em que eu viamos os títulos da querida Cosac Naify expostas nas livrarias.

Continue lendo

“Todos que por aqui passem protejam esta laje, pois ela guarda um documento que revela a cultura de uma geração e um marco na história de um povo que soube construir o seu próprio futuro”.

(Texto escrito no chão, na entrada do Museu Nacional, no Rio de Janeiro)

 

 

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de domingo (02/09/18), destruindo sua coleção de mais de 20 milhões de itens que iam desde descobertas arqueológicas, objetos históricos a coleções de botânica. Em algumas horas 200 anos de história, da nossa história, queimou, virou cinzas… Triste do país que não conhece seu passado. Um pouquinho de nós, da nossa identidade como nação, queimou junto com o Museu Nacional.

 

Eu tinha planos de conhecer o Museu Nacional um dia, sim, estava na lista de coisas que eu queria fazer…. Afinal, ele estaria sempre lá, um dia eu iria… Não deu tempo… Agora só nos resta conhecê-lo através de fotos e vídeos, mas sabemos que não é a mesma coisa.

 

 

SAIBA QUAIS ERAM OS ITENS DO ACERVO DO MUSEU NACIONAL

SAIBA MAIS SOBRE O INCÊNDIO

 

“A cultura de um povo é o seu maior patrimônio.Preservá-la é resgatar a história, perpetuar valores,é permitir que as novas gerações não vivam sob as trevas do anonimato.”

(Nildo Lage)

 

Que a história perdoe essa nação que não soube preservá-la …

 

Fonte: Portal Agora

Olá bibliófilos!

Imaginem o seguinte cenário: o ano é 2090 e os blogs literários continuam existindo (só que em um formato mais avançado, é claro), um habitante deste futuro navega pela internet (ou teria um outro nome agora?) a procura de dicas de leitura de ficção científica. O Google (que agora se projeta como um holograma e interage com você) apresenta uma lista de livros publicados no início do século XXI, os quais define como clássicos da ficção científica no passado.

Corta para o presente…

Sempre que falamos em literatura de ficção científica nos vem a mente grandes clássicos como Fahrenheit 451, Admirável Mundo Novo, Trilogia Fundação, Neuromancer, Uma Odisseia no Espaço, são apenas alguns exemplos de obras literárias que o gênero já ofereceu ao mundo.

Autores como Ray Bradbury, Isaac Asimov, George OrwelArthur C. Clarke, Aldous Huxley, só para citar alguns cujas obras são leituras essenciais para quem curte ou quer conhecer o gênero, tem o seu lugar de honra assegurado na literatura sci fi. No entanto, a ficção científica segue firme e forte, e uma nova geração de bons livros vêm sendo produzidos mundo afora, livros esses que poderão também ser considerados clássicos e referências da literatura de ficção científica no futuro.

Pensando nisso, pesquisei sobre o “estado da arte” da literatura científica contemporânea e me surpreendi com muita coisa boa! Trago agora uma lista com 10 livros contemporâneos que são ótimos candidatos a merecer um lugar naquela lista que o Google holográfico recomendou ao nosso leitor do futuro. Vamos conhecê-los?

Continue lendo

Olá bibliófilos,

Hoje, dia 23 de abril, é comemorado o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais. A data foi criada para promover o prazer pelos livros e pela leitura. Essa data é muito especial, principalmente para nós, leitores apaixonados, por celebrar o poder mágico dos livros, como um elo entre o passado e o futuro e uma ponte entre gerações.

Para comemorar a data, nós resolvemos fazer uma homenagem  diferente. Uma das maneiras mais belas de se declarar um sentimento é através dos poemas e é isso que vamos fazer: declarar nosso amor pelos livros através de poemas e poesias escritos por escritores famosos, cujo tema são eles: os livros!

 

Moça carregando uma pilha de livros

Ler.
Ler sempre.
Ler muito.
Ler “quase tudo”.
Ler com os olhos, os ouvidos, com o tato, pelos poros e demais sentidos.
Ler com razão e sensibilidade.
Ler desejos, o tempo, o som do silêncio e do vento.
Ler imagens, paisagens, viagens.
Ler verdades e mentiras.
Ler o fracasso, o sucesso, o ilegível, o impensável, as entrelinhas.
Ler na escola, em casa, no campo, na estrada, em qualquer lugar.
Ler a vida e a morte.
Saber ser leitor, tendo o direito de saber ler.
Ler simplesmente ler.

(Edith Chacon Theodoro)

Continue lendo

Olá Bibliófilos !

 

Estamos acostumados a ver séries para a TV, adaptações para o cinema e até novelas baseadas em livros, mas e músicas? Pois é, existem muitas músicas cujas letras foram inspiradas em livros e é sobre isso que vamos falar neste post.

Eu conhecia algumas músicas que sabia terem sido inspiradas em livros, mas pesquisando sobre o assunto fiquei surpresa ao descobrir que são muitas as músicas com referências literárias ! Ficou até difícil escolher quais trazer para vocês, então procurei selecionar algumas mais conhecidas e outras nem tanto, entre nacionais e internacionais. Peguem os fones e curtam o som !

Continue lendo

Leia com a gente © 2018 - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por Juliana Fonseca Webdesign & Ilustrações por: Gustavo Vicentini