Olá Bibliófilos!

É com muita alegria que estamos inaugurando a coluna Dicas da Bibliotecária aqui no blog! Para quem ainda não sabe, eu e a Gislaine somos bibliotecárias com muito orgulho e adoramos falar sobre esse nosso universo! Sabemos que a natureza das atividades de um bibliotecário ainda gera muitas dúvidas e que muita gente ainda se pergunta: afinal de contas, o que exatamente faz um bibliotecário? Ele toma conta dos livros das bibliotecas como verdadeiros guardiões do conhecimento? Ele tem que se formar para trabalhar com isso? Ele lê o dia inteiro? Ele faz cara feia para os usuários da biblioteca com o dedo em riste fazendo shhhhhhhhhh ?

Não caro bibliófilo, não é nada disso… Estamos aqui para desvendar alguns mistérios e mitos que cercam essa profissão! Nesse espaço vamos falar sobre o que o bibliotecário faz e quais suas áreas de estudo e atuação, mas principalmente trazer temas da Biblioteconomia para o dia-a-dia, mostrando que nós, os bibliotecários, estamos mais próximos da sociedade do que todos imaginam ! Isso mesmo, somos um exército silencioso, trabalhando continuamente para fazer com que um dos bens mais preciosos da nossa sociedade circule. Sabe que bem é esse? Não, não são os livros como a maioria das pessoas ainda pensa.

É a informação! Sim, a informação é o insumo para o conhecimento, e o conhecimento é a base para todos os pilares que sustentam a nossa sociedade. Sem o conhecimento não seriam possíveis os avanços tecnológicos, as descobertas da ciência, o desenvolvimento cultural, a capacidade de reflexão, enfim, sem conhecimento o progresso da humanidade não seria possível. E sem informação, não haveria conhecimento.

Certa vez eu estava em um consultório médico aguardando uma consulta quando uma senhorinha que já devia estar com os seus 80 anos chegou de mansinho, sentou do meu lado e disse:

– Desculpe a intromissão, mas eu ouvi você dizendo para a atendente que é bibliotecária? – Sou sim, respondi. Ela então disse: – Sabe minha filha, eu acho a sua profissão a mais bonita do mundo, porque todas as outras profissões precisam do conhecimento dos livros para estudar e aprender, só assim serão capazes de exercer seus ofícios. Sem a sua profissão as outras também não existiriam. Os bibliotecários fazem o conhecimento passar de pessoa para pessoa.

Juro que olhei para aquela senhorinha entre emocionada e espantada, afinal na sua simplicidade ela foi capaz de captar a essência do que fazemos, que é fazer a informação circular, empregando técnicas específicas para que isso seja possível.

Conversamos mais um pouco, contei para ela onde trabalhava e o que eu fazia, e ela ouvia com o maior interesse. Lamentei quando o médico a chamou, pois ficaria conversando com ela o dia inteiro! Mas nunca esqueci do que ela me disse e levo isso sempre comigo.

Pensando em tudo isso, o que eu e a Gislaine queremos com o Dicas da Bibliotecária é compartilhar com todos vocês algumas técnicas, dicas e conhecimentos da nossa área de atuação, que podem ser colocadas em prática por qualquer pessoa. Queremos oferecer informações que possam gerar conhecimento.

Neste primeiro post vamos começar abordando alguns tópicos que mais causam dúvidas nas pessoas a respeito da nossa profissão. Prontos para dar fim aos mitos? Então vamos lá!

1. Quem é?

De uma maneira bem simples, podemos dizer que o bibliotecário é o profissional responsável por prover informação. Seu principal objetivo  é tornar a informação disponível para a sociedade, e para tanto é necessário obter, organizar, gerenciar e disponibilizá-la. Pense no volume de informação que nossa sociedade produz diariamente, muita coisa não é? Pois então, cabe ao bibliotecário organizar o caos informacional de modo que seja possível para as pessoas acessarem a informação da qual precisam de maneira rápida e objetiva. Vale lembrar que o bibliotecário deve ser formado em Biblioteconomia, um curso de nível superior com duração média de 4 anos e que para exercer a profissão é necessário estar habilitado junto ao Conselho de Biblioteconomia do seu Estado.

2. O que faz?

A essência das nossas atividades e o propósito do nosso trabalho gira em torno da informação. Selecionar, registrar, tratar, organizar, gerenciar, disseminar e preservar a informação em seus mais variados suportes, que podem ser impressos, digitais, sonoros, visuais ou táteis. Podemos, por exemplo, gerenciar unidades de informação, trabalhar com o desenvolvimento de coleções de bibliotecas físicas ou digitais, catalogar e classificar os materiais impressos ou digitais de modo que possam ser recuperados por buscadores eletrônicos, na conservação e restauração de publicações antigas e raras, tratar os metadados de sites e bases de dados, auxiliar os usuários de unidades de informação em suas pesquisas, elaborar análises bibliométricas, organizar a informação e o fluxo de navegação em sites na web, entre muitas outras possibilidades.

3. Como vive?

Nada de calma e silêncio, contemplando o conhecimento. A rotina do bibliotecário é agitada e dinâmica, como a informação. Esse profissional pode trabalhar em locais tradicionais como as bibliotecas e os centros de documentação, em editoras, em portais na internet e até no no Google, afinal é necessário alguém para organizar os metadados que fazem com que você consiga recuperar informações quando digita sua pesquisa no buscador. Existem ainda os bibliotecários que tem seu próprio negócio e trabalham prestando consultoria para empresas. O bibliotecário está sempre em movimento e fazendo a informação girar!

4. Do que se alimenta?

Se você leu este post até aqui já deve ter percebido que o bibliotecário de alimenta de…. informação! Mas, o que é informação? Bem, quando fazemos uma pergunta a alguém estamos pedindo uma informação, quando lemos um livro ou assistimos a um filme estamos consumindo informação. Enquanto você lê esse post está absorvendo informação. Ela permeia nosso dia-a-dia em todas as nossas atividades. Resumindo: a informação está em livros, revistas, arquivos digitais, na internet, em conteúdos de vídeo, registros sonoros e até em objetos. Estamos cercados de informação. Ainda bem que os bibliotecários estão lá para cuidar dela, não é?

 

 

Bem, por hoje é isso pessoal, nos próximos posts vamos trazer temas mais específicos que estão presentes no dia-adia de todo mundo e dar dicas super legais. Se você tem alguma sugestão ou dúvida que queira ver abordada nessa coluna é só nos escrever ou deixar nos comentários abaixo, ficaremos muito felizes em receber um feedback de vocês!

Até a próxima bibliófilos! E continuem lendo com a gente!